Depressão

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história.

Uma em cada quatro pessoas em todo o mundo sofre, sofreu ou vai sofrer de depressão. Um em cada cinco utentes dos cuidados de saúde primários portugueses encontra-se deprimido no momento da consulta.

A depressão é a principal causa de incapacidades e a segunda causa de perda de anos de vida saudáveis, entre as 107 doenças e problemas de saúde mais relevantes. Os custos pessoais e sociais da doença são muito elevados.

A depressão é uma doença mental que se caracteriza por tristeza marcada e prolongada, perda de interesse por atividades habitualmente sentidas como agradáveis e perda de energia ou cansaço fácil.

Em cerca de 20 por cento dos casos torna-se uma doença crónica sem remissão. Estes casos devem-se, fundamentalmente, à falta de tratamento adequado..

OS SINTOMAS MAIS COMUNS DA DEPRESSÃO SÃO:

  • Modificação do apetite (falta ou excesso de apetite);
  • Perturbações do sono (sonolência ou insónia);
  • Fadiga, cansaço e perda de energia;
  • Sentimentos de inutilidade, de falta de confiança e de auto-estima, sentimentos de culpa e sentimento de incapacidade;
  • Falta ou alterações da concentração;
  • Preocupação com o sentido da vida e com a morte;
  • Desinteresse, apatia e tristeza;
  • Alterações do desejo sexual;
  • Irritabilidade;
  • Manifestação de sintomas físicos, como dor muscular, dor abdominal, enjoo.

Na abordagem aos sintomas é imprescindível o acompanhamento médico, psicoterapêutico, tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado. Normalmente, o tratamento passa pelo uso de medicamentos, de intervenções psicoterapêuticas, terapias de grupo ou da conjugação de ambas.