Em termos terapêuticos, a motivação é um impulso que direcciona as pessoas a atingirem determinadas metas. É, por um lado, o mecanismo responsável por iniciar, direcionar e manter comportamentos com base nos objectivos propostos, e por outro lado, faz com que os utentes dêem o melhor de si e impulsionem os restantes elementos a fazerem o mesmo.

Os estudos mais recentes, chamam à atenção para o desenvolvimento da auto-motivação ou motivação intrínseca, referindo que após o desenvolvimento que algumas ferramentas emocionais, cognitivas e sociais, é atribuído ao sujeito um papel ativo em manter comportamentos congruentes com as metas estipuladas. 

No tratamento dos comportamentos aditivos, a motivação deve ser um elemento trabalhado intensivamente com os utentes, promovendo através da sua força interior de cada um, a disponibilidade real para atingir a meta da Recuperação. Para tal promovemos um passeio com os residentes e com a equipa terapêutica afim de solidificar este princípio.